Empresas

Oi, A história e suas perspectivas no mercado brasileiro

Spread the love

A Oi é uma empresa brasileira de telecomunicações, com sede no Rio de Janeiro, fundada em 1998 sob o nome de Telemar. A empresa passou por diversas mudanças ao longo dos anos, incluindo fusões e aquisições, e atualmente é a quinta maior empresa de telecomunicações do Brasil em termos de receita líquida.

Neste artigo, vamos abordar a história da Oi, suas perspectivas no mercado brasileiro de telecomunicações e algumas dicas para quem deseja investir na empresa.

 

História da Oi

A Oi foi criada em 1998 sob o nome de Telemar, a partir da fusão de 16 empresas de telefonia fixa do Nordeste, Norte e Sudeste do Brasil. Em 2001, a empresa abriu seu capital na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) e, em 2002, adquiriu a Brasil Telecom, tornando-se uma das principais empresas de telecomunicações do país.

Em 2007, a Telemar mudou seu nome para Oi e, em 2008, comprou a empresa de telefonia móvel Amazônia Celular. Nos anos seguintes, a empresa expandiu sua atuação para outras áreas de telecomunicações, como internet banda larga e TV por assinatura.

No entanto, a Oi enfrentou uma crise financeira nos últimos anos, com altas dívidas e dificuldades em manter sua posição de mercado. Em 2016, a empresa entrou com um pedido de recuperação judicial, que ainda está em andamento.

 

Perspectivas no mercado brasileiro de telecomunicações

Apesar das dificuldades financeiras, a Oi ainda é uma das principais empresas de telecomunicações do Brasil e possui uma ampla rede de infraestrutura de telecomunicações em todo o país. Com a crescente demanda por serviços de internet banda larga e telecomunicações móveis, a Oi tem o potencial de se recuperar e crescer no mercado brasileiro. Além disso, a Oi tem trabalhado para modernizar sua infraestrutura e ampliar sua oferta de serviços de internet e TV por assinatura. Em 2020, a empresa lançou o serviço de fibra ótica Oi Fibra, que oferece internet de alta velocidade em diversas cidades brasileiras.

 

Dicas para investir na Oi

Para quem deseja investir na Oi, é importante considerar os seguintes pontos:

 

1- Analise a situação financeira da empresa:

Como mencionado anteriormente, a Oi está em processo de recuperação judicial, o que pode ser um risco para os investidores. Antes de investir, é importante analisar a situação financeira da empresa e sua capacidade de se recuperar.

 

2- Acompanhe o mercado de telecomunicações:

O mercado de telecomunicações é bastante competitivo e está em constante evolução. É importante acompanhar as tendências do mercado e as estratégias das principais empresas do setor.

 

3- Diversifique sua carteira de investimentos:

Independentemente da escolha de investir na Oi, é importante ter uma carteira de investimentos diversificada, com diferentes ativos e classes de investimento.

A Oi apresentou um plano de recuperação judicial em 2016 que previa a reestruturação da empresa em uma nova entidade, com a possibilidade de venda de ativos para reduzir o endividamento. A proposta foi aprovada pelos credores em 2017 e a nova empresa, chamada de Oi S.A., começou a operar em 2018.

Desde então, a Oi vem buscando aumentar sua receita e reduzir suas dívidas. Em 2019, a empresa anunciou um plano estratégico para o período de 2019 a 2024, que prevê o foco em fibra óptica, serviços de dados e mobilidade.

 

A Oi também está investindo em novos serviços

Como a Oi Fibra, que oferece internet de alta velocidade.

No entanto, a Oi ainda enfrenta desafios em relação à sua dívida, que é uma das maiores do setor de telecomunicações no mundo. A empresa tem buscado soluções para reduzir o endividamento, incluindo a venda de ativos não essenciais, como torres de telecomunicações, imóveis e participações em empresas.

Em dezembro de 2020, a Oi anunciou a venda de sua unidade de torres de telecomunicações por R$ 1,067 bilhão. A empresa também vendeu participações em empresas, como a Unitel, em Angola, e a angolana Movicel.

A Oi tem enfrentado críticas de alguns setores, que alegam que a empresa está abandonando clientes e investimentos em áreas mais remotas do Brasil. No entanto, a empresa argumenta que sua estratégia de focar em serviços de fibra óptica e mobilidade permitirá atender a um público mais amplo e aumentar sua participação no mercado.

A Oi ainda tem um longo caminho a percorrer para se recuperar financeiramente e recuperar a confiança de seus investidores e clientes. No entanto, com sua nova estratégia e investimentos em tecnologia, a empresa está caminhando na direção certa para se tornar uma das principais operadoras de telecomunicações do Brasil.

 

Conclusão

Em resumo, é uma empresa de telecomunicações que passou por uma recuperação judicial em 2016 e, desde então, tem se esforçado para aumentar sua receita e reduzir sua dívida.

Com um plano estratégico focado em fibra óptica, serviços de dados e mobilidade, a empresa está investindo em novos serviços e vendendo ativos não essenciais para reduzir seu endividamento.

Ainda há desafios a serem superados, mas a Oi está trabalhando em direção à recuperação financeira e à melhoria da qualidade de seus serviços, para se tornar uma das principais operadoras de telecomunicações do Brasil.

Então veja mais sobre conteúdo do blog clique nos link

https://planosriqueza.com.br/

https://www.facebook.com/PlanosRiqueza/

https://www.instagram.com/planosriquezablog/

 

Please follow and like us:

Spread the love

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Gostou deste blog? Por favor, espalhe a palavra :)